quarta-feira, 14 de junho de 2017

Você veio a calhar
Você veio para calar
Essa minha calamitosa
Agonia.

E agora
Eu já nem sei mais

O que é você...


E o que é poesia.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

Não é a sua opinião

É a revolta
Que se revela
Em argumentos
Com ou sem fundamento

Certas revoltas,
digamos,
desnecessárias.




É nisso que estou focado.

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Apesar de contar bastante
De eu prestar atenção na opinião de cada um

Gosto de ver é a reação das pessoas
De quem concorda ou não concorda

Isso diz muito mais a respeito das pessoas
Do que a simples opinião que foi colocada.

sábado, 22 de abril de 2017

Uma das poesias mais lindas que já ouvi:

Poxa, foi mal.

Errei.

Errei feio.

Desculpe...

Desculpe mesmo.

-------

E com que sinceridade.

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Eu não imaginava...

Que para ficar inteiro...

Teria que me fazer

Todo em pedaços.

Tanto assim.

Minuciosos pedaços...




Memórias de um subsolo.

quarta-feira, 12 de abril de 2017

Eu sei que há cuidado, meu amor
Mas, é que... Às vezes...

O descuidado é tão, mas tão grande.

Que mesmo com muito cuidado
Parece que não há outra alternativa
Que não há uma saída...

A não ser...

Sentir dor.



E agora?

terça-feira, 11 de abril de 2017

Peixes, Aquário, Leão, Sagitário, Câncer, Virgem, o caralho a quatro...

Pode todos os astros estarem alinhados, ou desalinhados...

Pouco me importa.

O que eu quero mesmo...


É autenticidade.

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Exilado...

Estrangeiro...

Ilhado.


Uma porção de essência...

Cercada por um mar de verdades absolutas por todos os lados.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

A morte é a certeza da perda
E, quando essa certeza
Sentimos na pele
O tempo que perdemos.

Eu não estou falando da morte física
Eu não estou falando da morte
Eu não estou falando
Eu não estou
Eu não

Eu


Nunca sei
Nunca se sabe...

Se há vida após à morte.


Se queres dar flores...

Que seja antes da pessoa morrer.




Causa mortis:


 você.