quinta-feira, 28 de outubro de 2010

ENTRE O DELÍRIO E A DELÍCIA

Caminhando entre o delírio e a delícia de viver
Minhas veias mais parecem uma montanha russa
No próximo segundo, sem aviso prévio, posso subir ou descer, ao céu e ao inferno
E os que me vêem, nada vêem
E ainda querem que eu seja igual a eles
Passo longe
É fácil prever vossos futuros

domingo, 10 de outubro de 2010

Uma música...

NO FUNDO DO MOÇO

No fundo do moço
Um poço vazio
Um copo cheio
Um pouco cheio
Um corpo cheio
Cicatrizes

No fundo, no fundo, esvaziaram o poço do moço
E nem perceberam o imenso vazio
Que se fazia ali no fundo do peito do moço


No fundo, no fundo, tudo é tão tosco
Tão fosco, focados com facas nas mãos
“Faça de conta e serás feliz”
A azia, o vazio, o vaso quebrado no chão

No fundo, no fundo, o sujeito sem jeito
Talvez tenha sua razão
Um pouco cheio, um copo cheio (Por aqui!!)
Numa conversa com seus versos e sincera
Com seu coração

http://www.4shared.com/audio/997AvNNV/No_fundo_do_moo.html

quinta-feira, 7 de outubro de 2010